Dicas para viajar com seu pet

Dicas para viajar com seu pet

Viajar é sempre muito bom! Melhor se estiver acompanhado de quem gosta, inclusive do seu bichinho de estimação. Assim não precisa se preocupar em deixá-lo em algum hotel específico para pets ou destinar alguém que vá cuidar dele enquanto estiver ausente. Mas saiba que viajar com seu animal exige alguns cuidados básicos para que a viagem, desde o início, seja prazerosa para você e para ele! Pensando nisso, separamos algumas dicas para lhe ajudar nesta tarefa, para que você possa incluir de vez o seu pet como companheiro de muitas aventuras e viagens!

Antes da viagem

Recomenda-se sempre conversar com o médico veterinário antes da viagem, principalmente se seu animal já tiver algum problema de saúde que exige atenção especial. Verifique a caderneta de vacinação, para ver se está tudo em dia. Se não estiver, aproveite para atualizá-la antes de viajar. Não se esqueça da dose do vermífugo e de caprichar no anti-pulgas e carrapatos, principalmente se o seu destino for de campo.

Também se informe muito bem sobre o local onde estará hospedado com seu pet. Se for um hotel, obviamente você já terá checado se aceitam animais de estimação. Se for uma casa em que nunca esteve antes, peça informações sobre a área externa, se é fechada com muros e portões, garantindo que haja espaço seguro para ele ficar. É legal saber do consultório veterinário mais próximo da região, em caso de emergências.

Fazendo a mala de viagem

Sim, seu pet também precisará de uma mala de viagem para chamar de sua! Lá, você deve colocar alguns brinquedos, a guia de passeio, potes para água e comida, a quantidade de ração necessária para o período de viagem (não conte que vai encontrá-la no local de destino), kit de primeiros socorros, toalha e shampoo, além da sua ‘caminha’. Assim você ajudará ao seu bichinho a se sentir em casa com as coisas que já está habituado. Não se esqueça de colocar a carteira de vacinação e de carregar um atestado do médico veterinário dizendo que seu animalzinho está apto a realizar a viagem (a GTA – Guia de Trânsito Animal é obrigatória, saiba mais clicando aqui).

Antes de pegar a estrada

Não alimente seu pet antes da viagem. Dê um intervalo de 4 a 6 horas após a refeição dele para então iniciar o percurso. Os felinos podem ser alimentados até duas horas antes do início da viagem. Água também deve ser controlada, para evitar que ele se sinta enjoado e vomite. Se você já sabe que seu bichinho enjoa com facilidade, peça ao veterinário algum remédio que ajude a controlar o mal estar. Se a viagem for de carro, faça paradas a cada duas horas, pelo menos, para que o animal possa fazer as necessidades fisiológicas e ‘esticar as patas’. A temperatura do carro também deve ser controlada, mantendo-se parecida com a do ambiente externo, nada de extremos. Nunca deixe o animal solto dentro do carro. O ideal é levar o pet em caixas próprios para transporte, chamadas de kennel. Escolha uma que permita que o animal de voltas de 360 graus dentro dela. Se o animal for de grande porte, carregue-o no banco de trás preso em um cinto de segurança apropriado para ele. Não permita que ele fique com a cabeça para fora da janela, para sua própria segurança.

Se a viagem for de ônibus ou avião, entre em contato com a companhia viária ou aérea antes de comprar as passagens, para saber mais detalhes do transporte, de como ele é feito e quais os documentos exigidos. Afinal, a viagem é para ser agradável e segura para todos, inclusive para o seu bichinho de estimação!
Prestando atenção nestes cuidados simples, viajar com seu pet será tão tranquilo que você vai querer sua companhia para onde for!